sábado, 26 de novembro de 2011

Aumento da criminalidade desacelera em outubro em SP

Os dados divulgados pela SSP-SP relativos a outubro trazem a confirmação de algumas tendências mas também algumas novidades.  Confirmam que estamos num ciclo de alta da criminalidade desde o segundo trimestre de 2010 mas que a força dos aumentos parece finalmente diminuir gradualmente.
Os homicídios crescem há 5 meses, comparados 'a 2010 (ou há 8 meses, se contarmos os meses de desaceleração, desde março) mas com força menor: 20% de aumento de julho sobre julho de 2010, depois 11% em agosto, 9% em setembro e 5% agora em outubro.  Em resumo, crescimento, mas a taxas menores. Com resultado, a taxa estadual em outubro fica em 10.55:100 mil, acima dos 10 novamente, como ocorreu em abril, julho e agosto desde ano.
Latrocínios dobram com relação ao ano passado (26 em outubro X 13 em outubro de 2010) e neste caso a tendência não está clara pois a quantidade pequena de casos faz com que as variações oscilem bruscamente de um mês para outro.
Tráfico de drogas, que é antes um indicador de atividade policial do que de incidência do fenômeno, perde força:  contando desde de maio de 2011 temos as seguintes taxas de crescimento: 34%, 23%, 14%, 8%, 11% e 9% agora em outubro, sugerindo diminuição da repressão ou, mais improvável, diminuição do consumo em razão da desaceleração econômica.
Com relação aos demais crimes patrimoniais: roubo a banco sobe há 6 meses, roubo de carga e roubo outros estão estáveis e furto de veículos cai pela primeira vez no ano agora em outubro, com -6% com relação a 2010. Os furtos outros sobem 3% agora em outubro mas também sugerem desaceleração da alta: depois de aumentar 16% em abril, os aumentos diminuem para 15%, 6% e 5% de julho a setembro.
O caso mais grave é ainda o do roubo de veículos, que continua subindo por 13 meses consecutivos (ou 20 meses, se contarmos a fase de desaceleração).  Com 7069 veículos roubados em outubro, este é o pior mês da série desde outubro de 2004 e próximo dos níveis observados durante a crise de 2003!
Em resumo, o Índice Geral de criminalidade no Estado sobe 23% em outubro sobre outubro de 2010, mas sobe menos do que nos últimos meses. Até o final do ano teremos provavelmente crescimento dos crimes em São Paulo mas é possível que em 2012 tenhamos nova inversão do ciclo. Esta suposição é confirmada pelos dados do Rio Grande do Sul de outubro, que também revelaram quedas. Infelizmente não é possível comparar com a tendência mais recente do Rio de Janeiro, cujos dados mais atualizados são de julho.

Arquivo do blog

Follow by Email

Seguidores